Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Destroços

Do fundo do poço
Contemplo as estrelas.
Veja que já não sou moço.

E mesmo das profundezas
Da minha loucura, vejo-as belas.
Na mais intensa e real clareza.

No florão da noite,
São pontos solitários
Como eu neste açoite
De versos imaginários.

Tenho partido de mim,
Para lugares funestos
Vou além do meu fim
Vou aos meus restos.
Pedro Cardoso DF
Enviado por Pedro Cardoso DF em 21/06/2006
Código do texto: T179583
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Pedro Cardoso DF
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 68 anos
4322 textos (94864 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 20:27)
Pedro Cardoso DF