Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Funeral

Na penulbra fosca
De um velho casebre de sapé
Um vulto de mulher em desespero
Soluça uma dor cortante...
No silêncio contrito
Do pequeno grupo
Cânticos religiosos
Espalham um místico conforto
Ao desconsolo daquela gente...
Nas primeiras horas da pálida manhã
Sai o cortejo de negro luto...
Passos lentos cadenciam  a liturgia da separação
Conduzindo o morto ao pequeno compo santo...
Badalam os sinos e o corpo desce a campa...
Um vento gelado e fúnebre
Sopra o último adeus ao finado...
Era um homem bom
Sussuram as beatas
Que deus o tenha em seu reino.


Cosme Belizário
Enviado por Cosme Belizário em 23/06/2006
Código do texto: T181082
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cosme Belizário
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
98 textos (3390 leituras)
1 e-livros (83 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 19:08)