Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Nos braços de Morfeu

“Preferiríamos nos destruir a nos transformar / Preferiríamos morrer de pavor / A nos crucificarmos num momento/ E permitir que morram as nossas ilusões”. (Auden)

Reacordei da morfina do meu Eu
Revirando um outro mundo lá fora;
Vi as dualidades que se  divergem
Sem o postigo a essa nova desforra.
 
Não mais quis deixar-me aprisionar
Na inércia da monótona liberdade;
Reiniciei a minha íntima guerra
No furor do meu novo despertar,
 
Agora sou comando, sou o desertor...
sou meu auto-crucificador;
No rubor dessa minha luta sem rosto
Eis-me negando à cópia do criador.
 
Não posso sonhar com um outro mundo
Recriando telas que diferem do meu Eu;
Sou um ciclo de nascimento e morte
Sou a face do meu interior mais forte...
 
Preciso continuar aludindo aos sonhos
Que sustentam este meu efêmero ser.
Kal Angelus
Enviado por Kal Angelus em 23/06/2006
Reeditado em 24/06/2006
Código do texto: T181190
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Kal Angelus
Teresina - Piauí - Brasil
322 textos (9131 leituras)
1 e-livros (4 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 00:47)
Kal Angelus