Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

INGRATIDÃO...

INGRATIDÃO

ENCONTROU  VÁCUO, EM MIM INSTALOU-SE, NÃO CULPAREI O DESTINO, ELE BEM QUE ME ALERTOU, ESTANDO EMBRIAGADA PENSEI SER O AMOR, COMO DISSE O POETA, UM FINGIDOR .FINGI SER AMOR,POR MEDO DE AMOR NÃO SER.

INGRATA... DOR QUE DILACERA  O PEITO, NÃO DORME DIREITO, NÃO VÊ BELEZA NO AMANHECER, NÃO DIVIDE PÃO, NÃO ENXERGA NO HORIZONTE REMÉDIO DISTANTE QUE MEDICA O SER. INGRATIDÃO...

FANTASIOU-SE DE BOM  MOÇO, ESBOÇANDO SORRISO SARCÁSTICO, QUE SEGA NÃO QUIS VER,EM MIM FEZ MORADA, POR ESTA ACOSTUMADA, AO VAZIO QUE ENCONTRARA, AO HABITAR MEU SER. INGRATA...

INGRATIDÃO TIRE A MÁSCARA POSSO LHE RECONHECER, O VÁCUO AINDA EXISTE, E SEI COMO PREENCHER  QUERO OUTRO ADJETIVO, CONJUGANDO O VERBO AMAR, VAI DE RETO   INGRATIDÃO, SINTO AMOR A  ME RONDAR.

FIZ FAXINA NO MEU PEITO RESPIRO OUTRO AR, RETIREI FUNGOS E MOFOS,PRO AMOR CHEGAR CONJUGADO EM TODOS OS TEMPOS,TRARÁ OUTROS ADJETIVOS, E VÁCUO NÃO MAS TERÁ.

DETH HAAK
Deth Haak
Enviado por Deth Haak em 20/05/2005
Código do texto: T18136
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Deth Haak
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 57 anos
547 textos (65356 leituras)
50 áudios (9717 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 15:04)
Deth Haak