Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Segundo encontro.






A primeira célula
Já estava fechada em segredos
A chave fora perdida
Porem num segundo alinhamento dos astros,
Atômicas moléculas
Vibraram em seu corpo.

Exibindo a canção
No peito fora quebrado a solidão,
O vento varreu as palavras tristes
E o amor fora absorvido
No conjunto do coração.

Renascia por dentro e por fora
O tempo esquecido, agora lembrado
Dos psicotrópicos para anfetaminas
Potencializava os hormônios
Gerando felicidade sem par.

O que desbrava o coração
É um amor impar
Ainda na conduta
De que os sonhos são eternos.

O amor entrou...
Completando e se completando
Chegando as bases do destino
Para fazer de toda a criatura
O que a palavra justifica,
Amor.
Condor Azul
Enviado por Condor Azul em 24/06/2006
Código do texto: T181612
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Condor Azul
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 54 anos
721 textos (26287 leituras)
1 áudios (175 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 17:59)
Condor Azul