Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Farelos de cristal (da série Dores)

Vesti a mortalha, vaguei pela noite
Eu, solidão, madrugada
Olhos vedados, ser amordaçado
Inerte, vagante por becos sem fim...
Da crosta da terra fitei o universo
Tamanho da minha dor
Preciso voltar correndo pra mim...

Varei vendaval em meio ao deserto
Eu, solidão, madrugada
Sob a lua pálida derramei meu pranto
O vento uivava cantando o meu fim...
Sou lodo, sou charco, miragem de vida
Migalhas de desamor
Preciso voltar correndo pra mim...

Sou farelos de cristal despedaçado de amor
Opaco brilhante, triste semblante
Sem vida, sem luz, astro errante sem cor
Preciso voltar correndo pra mim...
Cosme Belizário
Enviado por Cosme Belizário em 24/06/2006
Código do texto: T181702
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cosme Belizário
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
98 textos (3390 leituras)
1 e-livros (83 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 16:24)