Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

...

A noite...
Novamente ela vêm embalada pelas lágrimas de desesperança
Não há escuridão
Talvez com ela houvesse menos sofrimento, ironicamente
A noite camufla os soluços e os transforma em brisas gélidas

Veneno de monotonia
As sombras acolhedoras foram abafadas pelas luzes de desilusão
O refúgio onde os olhares se perdiam nas sombras da doença
Foi destruído pelo que você mais penou para afastar

Novas cinzas
Cinzas envenenadas
Essas vêm de um sentimento temido, que não lhe pertencia
O choro abafado e condoído para si mesmo tornou-se um grito
Este grito todos irão ouvir, então cale-se!

Seu sofrimento
Sua condição
Suas vertentes envenenadas,
Elas jamais correrão em outras veias
para aliviar o sofrimento que você teme e idolatra...
Theoderik
Enviado por Theoderik em 25/06/2006
Código do texto: T181858
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Theoderik
Maceió - Alagoas - Brasil, 27 anos
2 textos (24 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 10:43)
Theoderik