Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SILENCIEM-SE POETAS...

Silenciem-se poetas...
Escutem a sinfonia...
Que nasceu de uma poesia...
Silenciem-se poetas...
E apreciem as belas cores...
Que surgiram na tela...
Retratos de uma poesia...
Silenciem-se poetas...
Leiam as belas palavras...
Lançadas no papel a esmo...
E se transformou em poesia...
Silenciem-se poetas...
Aplaquem suas dores...
Sequem tuas lágrimas...
Apaguem o passado ido...
Vislumbre o futuro a vir...
Silenciem-se poetas...
Aprendam a traduzir o silêncio...
Fechem os olhos...
Sintam...
Toquem...
E aprendam com o ontem...
Silenciem-se poetas...
E deixem crescer...
Como uma linda flor...
A poesia que nasce...
De tua alma ferida...
Mesmo que venha...
A lhe causar dor...
Pois a outros corações...
Com certeza ela...
Irá rechear...
De amor...
(Ocram 03/07/05)
Ocram Ilha
Enviado por Ocram Ilha em 25/06/2006
Código do texto: T182063

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ocram Ilha
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 52 anos
658 textos (325872 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 10:51)