Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tem que ser do jeito dela




Tem que ser do jeito dela
====================ErdoBastos

É linda, sabe disto muito bem,
Vê um espelho e tem que olhar,
conferir tudo que tem,
se está tudo no lugar.

Tem um jeito meio esnobe,
de primeira, a gente estranha.
Ela senta, a saia sobe
e todo mundo se assanha.

Ela finge que não liga.
Mas se eu finjo que não vi,
Fecha a cara, “me briga”,
Faz pirraça, dá  “pití”.

Fica doce de repente
quando ganha um elogio.
E quando ganha um presente
parece uma gata no cio.

Sussurra, me agarra, se enrosca.
Vem no meu colo, me beija.
Depois, finge que não gosta,
reclama da cor, do que quer que seja.

E faz charminho, beicinho,
faz um  jogo interessante,
diz as coisas dum jeitinho
sugestivo e arrepiante.

Me excita, me obriga a pensar ligeiro,
a ter uma idéia na frente.
Ou me leva até pro banheiro
e nem pergunta se tem gente.

Não tem vergonha de nada,
é demais, quase indecente.
Se deseja ser amada
não espera, sai na frente.


É romântica como poucas
quando está apaixonada.
Nos bolsos das minhas roupas
guarda bilhetes com cantadas.

Tem sempre uma novidade
na hora de transar,
que aprende, eu não sei por onde,
nem imagino o lugar

De vez em quando, se esconde
mas volta e vem me contar.

O que fez e aconteceu,
mas não onde nem com quem.
Me ensina o que aprendeu,
mas não entrega ninguém.

É discreta, se diz comedida
e que conta só pra mim.
Ela sabe que me excita
saber que ela é assim.

Tem seu jeito, livre e solta,
é assim, não quer mudar.
Quando se cansa ela apronta
e não adianta reclamar.

Amacia se eu reclamo,
se eu finjo não gostar.
Me pega, me diz “eu te amo”
“é contigo que gosto de estar”.

Diz que eu que sou importante,
que o resto é por diversão.
E me sinto, por um instante,
um brinquedo na sua mão.

E com estas coisas que diz,
deitadinha no meu peito,
me torna este cara feliz,
me faz sorrir deste jeito.

E chorar, se vai embora,
e resolve dormir fora.


E me consola na volta,
vem cheia de novidade.
Se atira, se solta
e faz amor de verdade.

E isto compensa  a espera,
com isto me satisfaço.
Faço amor com uma fera
e depois durmo no seu braço...


ErdoBastos
Enviado por ErdoBastos em 26/06/2006
Código do texto: T182403

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ErdoBastos
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 61 anos
789 textos (36909 leituras)
2 áudios (124 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 12:20)
ErdoBastos