Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Vida Comeu

Castigo é vê-la moça
pronta prá ser mulher,
meiada de flores
preparando seus frutos.

Castigo é ver as coisas
indo pro outro lado
do mundo
e, você, indecisa,
não saber se conta
ou se cala fundo.

Uma sombra
de duas faces
pronta prá fazer
a ceia do futuro,
senta em seu colo,
escondido entre
a dor
e a prevista
alegria.

Ela é boneca de pano,
uma armação de amos,
uma sinfonia aresta,
uma canção de prumo.

Pois se tiver
de chorar
chore agora,
pois daqui a pouco
chega o vento
do futuro,
trazendo figuras
remansas,
e gente que
a vida comeu.

Nesta estrada não
ando,de tão escura
nessa trilha não
dou um passo,
pois morre ai
sua história,
e nasce ai,
seu passado
sem vitória.
José Kappel
Enviado por José Kappel em 26/06/2006
Código do texto: T182417
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26777 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 18:11)
José Kappel