Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MEUS DESEJOS

Pudera eu, só, triste e calado, mais convicto
Com a força de uma correnteza oceânica
Simplesmente, em linhas de prosa ou poesia
Jorrar da dor um canto de acalanto.

Quisera saber contar a minha história
Mas, antes porém, mostrar ao mundo o meu medo
Dar-lhe como troféu, oferendas e muito riso
Meus muitos sonhos, minhas mãos e meu espírito.

Cantara eu, por cortesia ou vontade minha
Desde outros tempos, uma imaginação futura
Como pescador em busca da rede lançada
Sem peixes, mas fiel ao balanço das ondas.

Pensara eu, ser passageiro único da vida
Construindo castelos indefesos, janelas sem grades
Dormindo ao relento, sem cuidados ou rezas infalíveis
Comungando solitário uma primavera de flores

Pudera eu explicar com mais vigor
Essas coisas que me saem de repente
Essa vontade louca de dizer
Compartilhar, uma única emoção que seja.

Mas foi presente essa minha lembrança
Apenas escrever aquilo que a vontade manda
Sem buscar palavras ou uma única rima
Para ser fiel aos meus maiores desejos.
Jose Carlos Cavalcante
Enviado por Jose Carlos Cavalcante em 20/05/2005
Reeditado em 21/05/2005
Código do texto: T18259
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jose Carlos Cavalcante
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 56 anos
732 textos (54104 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 04:08)
Jose Carlos Cavalcante