Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ilícito

Angélica T. Almstadter

 
Eu te desejo meu amor ilícito;
Como água para matar a sede.
Eu te desejo assim explícito;
Mentira rabiscada em parede,
Declaração grafitada no muro.
Mas antes de te tornares real,
Antes de te fartares do meu futuro,
Amor do meu encanto ideal,
Prova na minha boca;
O fel e o mel das palavras,
E mata a minha urgência louca
De endoidecer por essas escravas;
Assim quando forrar o meu chão,
Do gozo das noites sem violinos
Só servidas na esteira do coração;
Em júbilo, entoaremos hinos
Despretensiosamente desapegados,
Das dores que rondam os fúteis.
Em mansos serenos seremos imortalizados,
Puros, como não são os volúveis.
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 20/05/2005
Reeditado em 24/05/2005
Código do texto: T18295

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (55630 leituras)
25 áudios (3274 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 16:37)
Angélica Teresa Almstadter