Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Nomes Sem Aliso

Quando você fala meu nome
sem aliso,
sinto em cada  mundo,
uma tremedura de amor arisco!

Uma varredura de morte
vivida - outorgos de
deuses!
Prementes, mais
sem sorte !

Quando você fala meu nome
com candura,
sinto o esbravejar do pó
levantar, e fazer de
mim, eu, você,nós,
presentes e renomes,
todos juntos no parque
relembrar
uma infância de luz.

Lá,
onde nunca ninguém falou,
pensou ou disse algo,
ou sentiu em rótulos,
algo sobre a separação,
sem oração,
de um caso, dois amores,
uma porta de saída
sem nenhuma entrada .
José Kappel
Enviado por José Kappel em 27/06/2006
Código do texto: T183044
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26787 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 07:31)
José Kappel