Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Despindo o Silêncio

O amor de tão interessante que é,
Manipula e transmuta –nos aos poucos
Veja:
Nos faz reviver,
Chorar,
Gemer,
Cantar,
Sorrir,
Dar saltos,
E estar por entre as gentes.
Não sei ser indiferente a tantos  sentimentos
Então...
Despeço-me do amor,
Despeço- me de amar.
 Já que repousa em mim , a dor do silêncio.
Alma machucada...
Coração sangrando...
Cabeça rodando como pião.
Não sei o que faço!
Colocaste em mim a possibilidade do sonho.
Embriaguei –me de alegria.
Não sei se o amor é pouco...ou demais para mim.
Então...
Despeço-me do amor
Despeço –me de amar
lisbella
Enviado por lisbella em 20/05/2005
Código do texto: T18319
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
lisbella
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 50 anos
345 textos (16834 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 07:57)
lisbella