Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Prumo Desfeito

Gostaria de saber
quem desenhou o céu,
deu forma as montanhas,
e pintou de azul
até o fim do céu.

Gostaria lá de saber.
E tenho medo de lá conhecer!

Não seria capaz de imaginar,
que já viveu alguém empreendedor
que fez sobreviver toda essa magnitude,
toda esta beleza que, às vezes,
eu comparo ao rompante meu amor,
e de seu cálido abraço de descobertas!

Que não perde o calor!

Multicor, o paraíso fica dentro dela,
meu mundo!
e deixa mais forte e inesquecível meu
poço-carminho,
onde morre-se por morrer.

E, por tamanha grandeza,
é que me afundo,
a cada mil metros,
escuro e sem fundo!

Em direção ao nada
a procura do azul-de-volta,
mesmo sem prumo!
José Kappel
Enviado por José Kappel em 28/06/2006
Código do texto: T183597
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26789 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 10:23)
José Kappel