Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Agora que os pássaros passaram



 

 

 

Agora que os pássaros passaram

A areia presta um murmúrio  ao sol,

Está prestes o futuro com algas de sisal e teias de sorrisos

Ainda suspensos.

Fez-se a bola e fogo e repartimos o cádimo turbante de prata

Tecido de existências felizes.

As ruínas são só palavras mortas, mas ficam as estradas,

Fluentes em cor.

 

Se puséssemos ar no moinho fazíamos o pão


Constantino Mendes Alves
Enviado por Constantino Mendes Alves em 28/06/2006
Código do texto: T183693
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Constantino Mendes Alves
Portugal
324 textos (3787 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 13:58)
Constantino Mendes Alves