Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ENTREGA

Bem sei que canto beirando abismos

Para onde minhas palavras rolam.

Só eu entendo a minha dança sem par

Rodando em torno de meu próprio eixo.


Sei que trago em mim o vazio,

O perdido mundo sem flores, sem cheiros,

Onde o mínimo vento expulsa o eco.


Assim numa imaginária dispersão

Me deixo fragmentar em infinita suspensão.
Otávio Coral
Enviado por Otávio Coral em 28/06/2006
Código do texto: T183796
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Otávio Coral
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
12314 textos (287644 leituras)
3 e-livros (1058 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 02:34)
Otávio Coral

Site do Escritor