Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TEMPESTADE

lisieux

"Tingindo de saudade os devaneios"*
espanto o cinza-escuro da saudade
e volto a ter o ardor da mocidade
e deixo explodir-me o amor nos seios

esqueço as nuvens feias, tempestade
que varre estes meus dias e me afoga
esqueço o barco que perdido voga
nos mares tenebrosos da maldade

e volto a ser menina no teu braço
e no teu peito esqueço o meu cansaço
deixando-me embalar no teu amor

é pena que esta noite sempre acabe
que a chuva forte o teto meu desabe
e eu me afogue em sofrimento e dor.

BH - 16.02.05 - 13h17m

(* verso de Paulo Camelo)
lisieux
Enviado por lisieux em 20/05/2005
Código do texto: T18404
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
lisieux
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 61 anos
394 textos (14454 leituras)
3 e-livros (409 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 20:18)
lisieux