Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MALDIÇÃO EM PALAVRAS


Uma gota cai dos meus olhos,
Taciturna e com aspereza,
Rasgando o meu silêncio,
No vale perdido e lagrimoso.

Uma gota incolor,
Faz-me sorrir nas tristezas,
Dessa emoção que me cavalga,
Fazendo o poeta enaltecer,
Deplorando em versos brancos.

Tu me feres cruelmente,
Com atos e incriminações,
Fazendo-me fúnebre,
No caos deste poema.

Não sou vil como tu pensas,
Infelizmente, eu te ofertei,
Talvez um belo cântico,

Não desejo vinganças,
Pelas tuas palavras lançadas,
No teu próprio espelho.

Exaltando a sensualidade,
Do corpo em plena chama,
Delirando o pensamento,
Dum grande sentimento.

Cantando naqueles versos,
Os teus reais primores,
Exibindo o meu desejo,
Dentro do teu coração.

Fui rejeitado e humilhado,
Pisoteado por palavras,
Machucado e torturado,
O meu pobre coração.

Fui desprezível e abjeto,
Um João ninguém,
Se tu fosses uma Juíza,
Eu já estaria condenado.

A minha real sentença
Seria um eterno sofrimento.

Com a minha cabeça decepada,
As mãos cortadas e os olhos furados.
O meu coração retirado por crueldade.

Assim, tu desejas o meu corpo,
Achas que eu não devia existir,
Somente tu poderias reinar,
No castelo de insignificâncias.

Traduzindo diversos rancores,
Almejas a minha perdição,
Sem qualquer comiseração.

Por que me maltratas?
Que mal eu fizera aos teus olhos?
Para merecer este castigo,
Apenável que comina na vida.

Eu mereço viver e respirar,
O mesmo ar que tu respiras,
Vejas que és imbecil e ridícula,
Tuas palavras não me atingem,
Por isso ninguém te quer,
Ninguém te deseja com`uma mulher.

Hoje, és o retrato desventurado,
No vestido infame e vil,
O único remédio será esta poesia,
Livrando-te a alma do inferno.
Naufragando os teus últimos dias.


(1984)




ERASMO SHALLKYTTON
Enviado por ERASMO SHALLKYTTON em 28/06/2006
Reeditado em 12/10/2011
Código do texto: T184114
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ERASMO SHALLKYTTON
Caxias - Maranhão - Brasil
4168 textos (2054790 leituras)
1 áudios (971 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 00:39)
ERASMO SHALLKYTTON

Site do Escritor