Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Jogo de cintura


Jogo de cintura
==============ErdoBastos


Sair de um caso pro outro
parece te perseguir.
Foi assim no nosso encontro
e volta a se  repetir.

O mesmo filme bizarro,
a mesma atriz atuando.
Trocando o pneu do carro
ainda com ele andando.

Admiro a tua coragem,
te entendo e te dou razão.
Ficar sozinha é bobagem,
esfria o coração.

Que fica espremido de medo,
batendo descompassado.
Tu precisas, eu entendo,
sentir alguém do teu lado.

Nem uma noite, sequer,
consegues dormir sozinha.
Precisas de um braço qualquer,
pra dormir agarradinha.

E quando o que tens no presente
não basta pra te completar
na tua alma se acende
esta ânsia de mudar.

Tens um coração tão grande
que precisas te expandir.
E tem que ser concomitante
senão, ficas sem dormir.

Demorei,  mas já entendi
que precisavas desta virada.

Então, porque tu pareces
ainda  tão incomodada?
Se querias o que fizeste,
porque esta angustia danada?

Será por que te parece
que a vida não mudou nada?

Não te angustia, esquece.
Fica aí, acomodada.
E agora, reza a prece,
já que estás ajoelhada.


ErdoBastos
Enviado por ErdoBastos em 30/06/2006
Código do texto: T184841

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ErdoBastos
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 61 anos
789 textos (36900 leituras)
2 áudios (124 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 18:15)
ErdoBastos