Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Juras de Ravana

Ravana que me atiça,
que torga a dor,
espairece a lembrança,
com demandas de prazer
num jardim caótico
banhado de luzes castiças.

Houve uma vez com Ravana
uma história de amor,
cheia de eternidades,
mas na segunda juras de amor
pra sempre,
ela seguiu seu caminho, sem cor,
com um homem de bacana.

Agora esse amor virou ferro-velho,
cheia de lembranças inúteis.

Culpa dela! Coisa de louco!
Me trocou por alfaiate de
três roupas.
José Kappel
Enviado por José Kappel em 30/06/2006
Código do texto: T184869
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26787 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:11)
José Kappel