Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desconexo

Tenho um corpo insepulto,
Que vaga pelas ruas
Entre quimeras nuas,
Que ora rezam em culto.

Arrastando meu vulto,
Por entre as vestes suas
Vi em seu peito duas luas,
Nuas, que doce insulto!

Com a espada em riste,
No mais puro reflexo,
Fiz versos com meu sexo.

Meu Deus, que coisa triste!
Minha alma não resiste
A este amor desconexo.
Pedro Cardoso DF
Enviado por Pedro Cardoso DF em 30/06/2006
Código do texto: T184908
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Pedro Cardoso DF
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 68 anos
4326 textos (94901 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 11:53)
Pedro Cardoso DF