Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMANHECE

lisieux

Quero acordar e saudar o dia, quebrando copos e xícaras, lançando fora amuletos, desfazendo mitos.
Abrir os olhos, enxergar as cores e sentir o sabor dos desjejuns.
Quero respirar o ar fresco das manhãs, abrir portas e janelas e deixar que a leve aragem espalhe o cheiro de alfazema dos lençóis, misturado aos nossos suores.
Quero abrir a boca e entoar canções de vento, harmonia de luzes e esquecer os madrigais, as melodias de estrelas, reflexos do teu olhar.
Quero deixar de ouvir o eco de tua voz pelas paredes; não enxergar a tua sombra no assoalho...
Quero cantar, viver!
Mas, a tua lembrança se esgueira, barata rápida, ao se acender a luz... e se esconde entre escombros d'alma, nos porões do sentimento. E, ao cair da noite, volta... toma conta de tudo, assenhora-se da escuridão.
E o travesseiro volta a ter a forma do teu corpo, abraçado ao meu.

BH - 03.02.04
05h10m
lisieux
Enviado por lisieux em 21/05/2005
Código do texto: T18526
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
lisieux
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 61 anos
394 textos (14454 leituras)
3 e-livros (409 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:57)
lisieux