Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

BRINQUEMOS

lisieux

Vamos brincar
de amar:
assim sem medo,
assim sem hora
sem tempo...
sem lugar...

Quero esquecer
o banho gelado,
o ônibus lotado
cuja passagem subiu
(mas não o meu salário).

Esquecer
que sou operário
da construção civil,
que moro no Brasil ,
"sou Flamengo
e tenho uma nega
chamada Teresa"
e vários filhos
barrigudinhos
de olhares pidões
que, de tantos,
nem lhes guardo
os nomes...

Vamos brincar de amor
de amar...

Esquecer o elevador,
a fila do INSS,
o cartão de ponto,
as contas a pagar...

Quero ficar tonto
no fim de semana
e esquecer
que a grana,
mais uma vez,
não vai chegar
ao final do mês...

Vamos brincar, Teresa,
de amar...

na cama, na mesa,
no chão... onde for...
 
que vida de pobre
de rico, de nobre,
empregado, patrão,
não tem gosto não,
sem ternura
              e paixão...

BH - 29.04.03
lisieux
Enviado por lisieux em 21/05/2005
Código do texto: T18559
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
lisieux
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 61 anos
394 textos (14454 leituras)
3 e-livros (409 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 00:24)
lisieux