Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Celeiros de lembranças são os olhos

lisieux

São tantos olhos que passaram no caminho,
pelos meus trilhos, pelas minhas terras,
pela minha vida...

Olhos de mil matizes,
com mil significados,
que falavam de mil coisas diferentes.

São tantos olhos...

que luzem na amplidão
pisca-piscando...
cada estrela, um deles.

E a D'alva, mais brilhante e mais bonita,
luz que penetra e vara a escuridão,
é o olhar de sonho do passado.

O olhar que foi mais doce,
o mais amado
de todos os olhares que eu já tive

Olhar que se parece com um carimbo
batido com força nas páginas da minha vida...
assinatura dele por cima,
firma reconhecida...

Que é tatuagem funda, em minha pele
que é marca forte no meu coração.
Cicatriz profunda e indelével
aqui dentro de mim.

BH  - 24.04.03
lisieux
Enviado por lisieux em 21/05/2005
Código do texto: T18571
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
lisieux
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 61 anos
394 textos (14454 leituras)
3 e-livros (409 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:45)
lisieux