Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Palavra de Perdão

Tenho a mistura
dos indecisos;
o poder do fogo
dos absurdos;
tenho a faca,
e o fio,e a meada,
mas perco tal mulher,
para o mero acaso
de que a vida assim
quis!

Entenda tal
isonomia!
Feita de sal e canela,
moída com mestria !

Simples de dizer,
simples de falar;
difícil é só entender.

Nem eu posso amainar tolos,
neste jardim de espinhos
que me roceia,
igual vento de outono.

Tudo para desanimar.

Se a encontro quatro vezes,
são quatro vezes não!

Mas,Céus!

Que fiz pra essa mulher
de mim desanimar?
Passar pela rua, ou pela
vida,
dizendo:
deste, um dia gostei
hoje, pra sempre, não gosto não!

Será que na terra dela,
feita de milho e canela,
não existe um pouquinho,
da palavra perdão?
José Kappel
Enviado por José Kappel em 01/07/2006
Código do texto: T185755
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26783 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 20:39)
José Kappel