Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Achando Amor

De todas as perdas,
há uma que é a perda fatal.
De todas elas, é a que mais verga,
entre os limbos da saudade
nesta história de todo amar.

A gente vai se entregando,
como o verdugo que vende suas frutas,
tudo em nome do amor eterno,
tudo em nome do estar amando.

Mas, meu caro leitor,
impávido companheiro,
se um dia se entrega
como estrêla estonteante
pode acabar vergueiro
dos homens solitários
e cheios de dor.

Assim, foi comigo:
um dia me entreguei de todo
da cabeça aos pés;
só existia
um nome e um espírito
de nome Maria.

Mas um dia Maria
fugiu do minhas roupas,,
indo sentar-se no colo
de outro amor -
talvez vazio -
não o julgo!

E fiquei eu entre quatro
cadeiras de ninguém,
entre a terra e a lua,
num dia sem sol,
num dia sem lastro.

Hoje, vivo sozinho
e, quando pergunto ao povo:
- Cadê Maria?
Dizem, augustos, os logos:
tá nos braços de outro
pois lá achou todo amor !
José Kappel
Enviado por José Kappel em 02/07/2006
Código do texto: T185988
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26783 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 18:27)
José Kappel