Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O que faço de mim?

lisieux

Lanço ao céu a pergunta: o que eu faço de mim?
O que faço dos meus pedaços, espalhados, largados, assim?
O que faço dos cacos do meu coração, quebrado em milhares
                           De partículas que brilham e voam pelos ares?

 O que faço de ti, ó pedaço de mim? ...
ó vários pedaços do meu ser partido...
o que faço de ti vagabundo coração,
sem razão, desprezado, esquecido...
sem nada por dentro, vazio assim?

Como ajuntar  os pedaços do ego?
Como guiar este íntimo cego?
O que faço dos fiapos do pensamento,  dos elos do sentimento
dos fragmentos do corpo... dos fluídos da alma?

O que faço de mim... ó pedaço de ti!
Pedaço de ti que teima em viver em mim...
Em cada pequeno fragmento do meu eu volátil

Do meu eu volúvel, do meu eu volúpia
do meu eu paixão...

O que faço de ti, pedaço de mim?

O que faço de mim, pedaço de ti?
o que faço de nós?
Após,
Tudo passado...
Após a consumação do ato e do pecado
sem perdão...
Após a destruição de mim?

O que eu faço dos meus alicerces abalados
Dos muros desmoronados
Das cercas que não mais delimitam

Os limites da minha sanidade?

O que faço de ti, pedaço da minha vida?
O que faço da minha morte?
Parte entranhada, profunda ferida
Em carne viva, dolorida, atroz...
O que faço de mim?
                   Pedaço de nós...

 BH - 24.07.02
lisieux
Enviado por lisieux em 21/05/2005
Código do texto: T18609
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
lisieux
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 61 anos
394 textos (14454 leituras)
3 e-livros (409 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 15:01)
lisieux