Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mais que paixão.

E eu queria amá-lo com essa pureza que agora me persegue.
Apossar de seus momentos sem desejar dominar seus instantes.
Oferecer meu colo para que pudesse adormecer com minhas carícias,
Enquanto eu garantiria minha felicidade nos toques em seus cabelos.
Rir da canção que eu cantarolaria pela simplicidade de existir
E vestir o céu de violeta na mistura dos tons necessários...
Despir o dia e recobrir a vida de sim que não alcançaria um fim.
Ficar sem pensar, pensando em você e só você, nu em meus braços.
Amar daquele jeito que amei no início...
Pra sempre acreditar que pra sempre, sempre estaríamos juntos
Antes de descobrir que poderia ser diferente.
Ouvir as mentiras de meu coração na ilusão de nos manter amantes.
Eu queria sim que esse fosse um poema, que fosse um canto,
Mas não é... È mais um grito que delineia minhas certezas.
Palavras bonitas ou decoradas não cabem aqui
E a dor do poeta é a dor do homem dizendo tudo.
Ah! Eu queria que me compreendesse e ficasse em silêncio.
Que trancasse a porta para o mundo só um pouco
E ficasse esquecido em mim sem recordar passado.
Eu queria tanta coisa e só uma me bastaria:
Você sem suas máscaras, sem seus compromissos,
Sem suas mentiras ou verdades.
Você renascendo 'você' em minhas mãos (sentimentos -  seus).
Eliane Alcântara
Enviado por Eliane Alcântara em 21/05/2005
Código do texto: T18629
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Eliane Alcântara
Lajinha - Minas Gerais - Brasil, 43 anos
177 textos (8649 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 04:18)
Eliane Alcântara