Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Jazz citadino

lisieux

Eu bem me lembro quando tu te foste
Levando em tuas mãos experientes
os meus contornos de adolescente
Mapeados, decorados, impressos em ti
pelos teus dedos quentes, ansiosos

ah, eu bem me lembro desta madrugada
em que partiste levando os meus desejos
na tua boca o gosto dos meus beijos
o reflexo do meu olhar nos olhos claros
espelhos de minha alma...

Lembro-me bem... saíste pois, de mim
deixando o meu regaço abandonado
os seios-travesseiros desprezados
o côncavo entre as pernas tão vazio...
Tu te ausentaste assim da minha vida...
comigo não deixaste quase nada

E tu levaste contigo os meus segredos
Todos os meus sonhos,  meus espantos
A minha perplexidade diante do mundo
Levaste também todo o meu sentimento
as lembranças, os sorrisos, os momentos
A luz do sol e o raio de luar
deixando no lugar só solidão...

E deixaste que  as estrelas se apagassem
Escuridão palpável noite e dia
horizonte sem uma linha pra seguir

Hoje me encontro na cidade-grande
Luzes acesas, artificiais
Tão diferentes do luar, lá do sertão

Cartazes de néon e um céu cinzento
em que não posso ver constelações

No peito o coração ficou sangrando
descompassado e triste vai tocando
um "aqui jazz" desafinado
em vez de blues
notas se elevam,
cantam meu desejo

E no céu da minha boca
os teus beijos
               sempre azuis...

BH - 01.08.03

(Resposta a "Sertanejo Blues", de José Maria Marques)
lisieux
Enviado por lisieux em 21/05/2005
Código do texto: T18630
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
lisieux
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 61 anos
394 textos (14454 leituras)
3 e-livros (409 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 08:10)
lisieux