Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Hábitat.

Aqui suspiro
Adentro da grande saudade
Vazio que morre em punho.
Lástima de versos pingados,
Corpo ferido.
Morro, olhos do mundo,
À morte que desconhecem,
Passagens-pedaços-restos,
Pele sem carinho,
Coração sem amante.
Vem o vento,
Nos seus sopros
Desfaço em pó... brisa.
Noite, dia, dias, noites,
Solidão... fome de ti.
(Meu chão...).
Eliane Alcântara
Enviado por Eliane Alcântara em 21/05/2005
Código do texto: T18640
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Eliane Alcântara
Lajinha - Minas Gerais - Brasil, 43 anos
177 textos (8649 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 00:45)
Eliane Alcântara