Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sonhos do Coração

Você passa como
fogos de artifícios,
lampeja e depois morre
nos campos de lua.

Você passa no fundo
do baile,
e faz a orquestra entoar
um pouco de lírico -
coisa que abasteceu de
vida - nossas mãos
até ontem - dia de vinténs.

Você é fraca,
depois é forte,
você é luz
e derradeira paixão.

Você entoa a flauta
e a arca.Você vem do
outro lado do bem,
das casas dos arautos.

Você reflete a água límpida,
e arqueja-morena, ao sol,
você vive duas vezes,
mas, em nenhuma delas,
quis, sequer,
ficar perto de quem te
inveja!

Sou eu, por perto,
rondado suas saias
e suspeitando do que
nosso caso nunca
foi de eterno amor.

Eu dou passos prá lá,
e você dança eufórica e já,
no sonhos do coração
do partido de amor e sem canção

Já não sou o vigor dos eternos,
sou passo fundo,
que chafurda na lama,
esperando um dia,acabar,
esperando um dia, começar.

Se a flauta entoa
então já sou canção
de despedida, e resto
da nota vespertina dos
pássaros
esquecidos, nesta
concertina manhã
sem maestro !
José Kappel
Enviado por José Kappel em 03/07/2006
Código do texto: T186573
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26778 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 11:45)
José Kappel