Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Bem Particular

Sou sincero
e particular:
pois neste mundo tenho voz
de medos e
lavreiros de saudade.

Por isso, tudo agora,
é muito particular:
devo daqui, devo dali,
me cobram até minha sombra,
me cobram até meu bem-estar.
E dos amores, estou fora!

Me quebro de dores,
e outras ansiedades,
me quebro igual à guerreiro,
abatido por sete flechas
dos esquecidos!

Por isso, é tudo
muito particular.

Se tenho queda por você
também é muito particular:
me sobram ventos de perfume,
cristais doces de vinho,
e meigos olhos
de pássaros amuados e calados.

Assim, fica tudo muito particular,
eu não vou,
você não vem!

Burra daqui, burra de lá.
É a vida puxando a gente,
prá bem longe,
do nosso lar, que
começa em seus lábios
e ternura suas mãos.

Por isso, é tudo
muto particular:
fui calado demais ao
conquistar você
e falei demais quando
resolveu partir.

E ficamos assim,
tudo no particular:
agora, eu não mais redento
com os parecido de gente;
pois você não é mais igual
com o nossso amor de ontem!

E se algum dia se sentir assim
faça igual a mim:
fica tudo no particular:
não guarde o futuro
prá viver amanhã.
José Kappel
Enviado por José Kappel em 03/07/2006
Código do texto: T186576
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26787 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 07:28)
José Kappel