Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUEM SOU?

Da criança guardo as lembranças,
Da mais belo tempo!

Pés descalços
Sem medo dos percalços,
Cabelos ao vento, tudo,
Tudo era de momento;
Do faz-de-conta à realidade
Era coisa de criança,
Infância!

Menina tu já não és mais criança!
Anda, avança!

Quão triste despertar!
E o faz-de-conta?

Esquecido se encontra
No mundo dos sonhos,
Onde a realidade não ousa entrar!

Busco, rebusco,
Não consigo encontrar
A criança de pés descalços,
Cabelos ao vento e sem medo,
Na sua realidade de faz-de-conta!

Estendo um pouco mais a esperança
De ver ao longe a menina descalça,
Despertada quase de súbito a quem
Já não é permitido sonhar!

Já não era mais criança e
Precisava avançar!

Quem sou?

Vejo-me,
Entretanto não me reconheço,
Tenho medo,
E, já não posso meus pés descalçar!

Um pouco mais de gel... O mesmo coque,
É, parece muito bom, estou pronta.

Ufa, lá vou eu a realidade enfrentar!

Mãe, mãe... Acorda!
Mãe, e o pão...?
Mamãe anda!

Espelho, espelho meu...
Querido, tempo mais não dá
Para sonhar, tampouco,
Para me encontrar

Eh, mulher avança
Já a muito deixaste de ser criança,
Não... Não me diga que vais chorar!

Mãe... Não, fui eu...
Foi sim mãe.
Não...

Tá bem, chega, acabou!

Cláudia Célia Lima do Nascimento
Enviado por Cláudia Célia Lima do Nascimento em 03/07/2006
Reeditado em 29/07/2010
Código do texto: T186713

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cláudia Célia Lima do Nascimento
Luziânia - Goiás - Brasil, 51 anos
476 textos (16068 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 04:09)
Cláudia Célia Lima do Nascimento