Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LUÍZA

lisieux

Menina-moça,
leve, livre, solta,
tão linda e fresca
que dá gosto ver;
com seus cabelos
encaracolados
e sorriso branco
lindo de morrer!

É tão faceira
a minha mocinha,
que eu me babo
e agradeço a Deus,
por ter me dado
esta jóia rara,
preciosa e cara,
bruto diamante...

E eu só queria
que a vida fosse
generosa e desse
à minha princesa,
tudo que houvesse
de  maior beleza.

E ao lapidar a jóia,
não a machucasse...
E que conservasse
toda sua pureza.

BH 05.10.03
lisieux
Enviado por lisieux em 21/05/2005
Código do texto: T18695
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
lisieux
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 61 anos
394 textos (14454 leituras)
3 e-livros (409 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 08:10)
lisieux