Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quando

Quando a lua prateada incorporar no breu da escuridão, e não  houver razão para prantear,
As dores do mundo.

Hei de levantar as mãos aos céus e gritar aos quatro cantos, que o amor venceu mais uma batalha.
Enaltecendo pequenos gestos, de grandes homens, que passaram deixando rastros de amor.

Quando a amargura seguir meus passos, darei meia volta na próxima esquina,
Deixando-a sozinha com suas farpas e desamores.

Onde as cinzas foram enterradas com as mágoas, o sentimento encontrou um porto seguro para ancorar, deixando aflorar a beleza do ser.

Testificando que desde que o mundo é mundo o amor venceu todas as batalhas,
Sejam elas banhadas de sangue e lágrimas.

Quando em meu silêncio as lágrimas derramarem por meus motivos pequenos, lembrarei daqueles que perderam a dignidade, vivendo sob a crueldade de homens dementes,
Cuja vida segue os passos do desengano, poeira, sujeira e trapos, assolam em farrapos.

Quando tudo me pareceu obscuro a luz do meu criador, reluziu no fim do túnel,
Indicando a direção a seguir.



escrito em
03.07.2006
por Águida Hettwer




"Feliz semana a todos, fiquem com Deus, beijo meu em cada coração"
Águida Hettwer
Enviado por Águida Hettwer em 03/07/2006
Código do texto: T187025

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Águida Hettwer
Sapiranga - Rio Grande do Sul - Brasil, 42 anos
1258 textos (116434 leituras)
15 áudios (2138 audições)
6 e-livros (2257 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 15:04)
Águida Hettwer

Site do Escritor