Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Às Vésperas de seu Colo

Poema azul,
nasce perto
de seus lábios;
faz dele trova e música,
e, em paz, ficam a terra e o céu!

Mas debruam em mim
ozíris cânticos de partir.

E se um dia fores
para o lugar dos chamados,
lembra de minha esperança,
no roçar de seus lábios.
De ter meu lugar quardado
sempre em sua sombra!

No entanto,- azares -
poema azul!
Foi feito prá morrer
às vésperas de seu colo!
José Kappel
Enviado por José Kappel em 04/07/2006
Código do texto: T187160
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26789 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 06:18)
José Kappel