Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ciscos de Pingentes

Brada no sul o argo
dolor de mulheres
avessas: ao necessário
ao incoercível.

Brada norte
o vento cálido,
que suaviza o testar róseo
de senhoras
de vinho tinto,
de duas taças,
de três vezes.

Incansáveis!

Mas, no fundo de cada
espera, está vigilante à porta
emadeirada de vinho
o sopro da solidão.

Se o vazio rodeia esssas saias,
me comove também como o sal
domina tais vidas, e o encaracolado
açúcar,jamais vai reboar tal cristal e
a luz jamais vai rebater nessas vidas.

Incansáveis!

Donas de nada,
rainhas de almofadas,
sentam à meia-lua
e cozinham palavras de medo
e só esperam
o vigor de homens
de cisco!

Daqui nada me leva!
Daqui nada me traz!
José Kappel
Enviado por José Kappel em 04/07/2006
Código do texto: T187166
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26783 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:08)
José Kappel