Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A ROSA SOLITÁRIA

No meio do jardim
Há uma rosa que fenece.
A Rosa solitária, fatigada
De solstícios e equinócios
Abandona suas pétalas
À mercê de pássaros matutinos...
A Rosa já não enrrubesce.

A Rosa povoou-se de advertências
Em sua conversação interminável consigo
E à sombra da aurora entregou-se
Ao olor da solidão na incansável
Transição que ecoa
Da densidade da terra;

Pisadas desentonadas
De um estranho esquecimento
Arrebataram a rosa
E os pés,que eram dois,
Findaram a vida
Da Rosa solitária.

Eis o ciclo da vida.
Samantha Medina
Enviado por Samantha Medina em 04/07/2006
Reeditado em 04/07/2006
Código do texto: T187354

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Samantha Medina
Recife - Pernambuco - Brasil, 30 anos
120 textos (21414 leituras)
1 e-livros (40 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 18:34)
Samantha Medina