Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Minha (des)crença

Quando menino dancei na chuva
Sobre a vidraça de cada sonho,
Sempre vigiado pelos mistérios
desse céu distante e tristonho.

Nos embalos do grande tempo nu
ensinaram-me crer em deuses desiguais
enquanto minh'alma cansada transpirava
Tentando decifrar segredos divinais.

Vendo a ociosidade desses imortais
Que apenas reprimem meu livre cantar
Deixei de acreditar em deuses
que não sabem, simplesmente, dançar!

Hoje, tento entender
a arrogância dos vivos
rumo a simplicidade dos mortos.

E vago vigilante como olhar de criança
Que conhece os mistérios da luz
E não sabe ao mundo explicar.

Sabe, meu Deus é descolado,
anda sempre ao meu lado
e não faz questão de cheirar
meu perfume ultrapassado.

E o seu?!
Kal Angelus
Enviado por Kal Angelus em 04/07/2006
Reeditado em 05/07/2006
Código do texto: T187485
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Kal Angelus
Teresina - Piauí - Brasil
322 textos (9131 leituras)
1 e-livros (4 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 12:11)
Kal Angelus