Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

HORA DE ESCREVER



Hora de escrever.
Buscar com o pássaro o lado alado
Do multimundo transfacetado:

O homem saindo do solo
E solando o solo árido
Da ária incandescente:

Subir o volume e detonar os costumes:

O nu da veia
No braço elétrico e teia
Da construção transfigurada:

Puxar o saco
E arrastar o barco
Carregado de peixes:

Trilhar os traços da centopéia
Esverdeada e nua
Sob assada lua
E velha e crua:

O osso do beijo derretido
escancara o astrolábio
Ungido
Que nunca cessa o rumo
Da função prometida:

Guarde os cascos das rãs
E maçãs
Sirva ao sempre dia
Que nos tange:

A vida é tudo
E no meio do fundo
Nada o mundo
Rodeado
De serpentes.


Preto Moreno
Preto Moreno
Enviado por Preto Moreno em 05/07/2006
Código do texto: T188147

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Orivaldo Grandizoli). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Preto Moreno
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil
6771 textos (102491 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 08:47)