Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

JULGAMENTO PRECIPITADO


Viu só como você estava enganado?
Nem deu chance de me fazer conhecer
Fez seu julgamento assim meio precipitado
Agora é tarde para se arrepender!


Nossa história, nem chegou a ser um conto,
Nem sequer deu tempo de começar
Você causou desencontros e passou do ponto
E agora quer se desculpar


Julgou-me e condenou-me à revelia
Nem me concedeu direito de defesa,
Agora já tenho minha alforria
Não mais adianta cartas na mesa


Desse julgamento precipitado
Só restou mesmo seu sofrimento
Minha inocência, já tem termo lavrado
E você... Vai amargar seu arrependimento!



17.12.2003
Vitória-ES


Baby
Enviado por Baby em 06/07/2006
Código do texto: T188372
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Baby
Vitória - Espírito Santo - Brasil
587 textos (21959 leituras)
2 e-livros (177 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 17:02)
Baby