Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ruas Vagas

Mulher sobrenome,
mulher duas vezes,
de três rimas
sem nenhum cantante.

Mulher de vários,
que percorre ruas
nuas e vagas.

Só néon rachado,
só luz sem amparo!

Quando tudo passar,
e correr feito rio,
prá bem longe,
repasso o véu
do frio, prá agasalhar
seus lábios
roucos,
de tanto gritar
amor..amor
sou fruto sem amparo!
José Kappel
Enviado por José Kappel em 06/07/2006
Código do texto: T188399
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26777 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 18:01)
José Kappel