Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Bonecas de Dormir

Do outro lado
do muro é onde
nasce o sol,
mas lá também
matam as estrelas!

Se é sonho,
que o faça por bem;
se é coisa dos repetinos,
faça-os sair de meu jardim.

Pois é lá onde dormem
meus falecidos !

Sei o que sou
mas não sei o que
isso representa;
se é teatro, é de fantoches,
se é de pano,
bule o fogo,
atiça a moça,
faz dela beijo,
e corrompe com um carinho.

Faz dela uma boneca
e traz de uma vez,
prá dormir com o meu sonho
que um dia foi sua vida.

Minha boneca de dormir
viajou pro fim do mundo,
onde senta no colo do algoz,
cheio de gala, mas com
dúvidas,
de todo querer.

Simples assim.
Simples...Rodeso,
simples de morrer !
José Kappel
Enviado por José Kappel em 06/07/2006
Código do texto: T188413
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26785 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 16:20)
José Kappel