Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Às Cegas

Sou de voz
e de palavra,
sou grande de medo
pequeno da vez.

Ando às cegas
a procura de um
jardim
- bem florido que seja -,
para lá deixar
entre rosas-ameixas,
entre pétulas rosadas,
uma lembrança
de nosso eterno
e grande amor
que morreu ontem
também entre flores
chorosas.

Se bem,paciência!

Tudo na vida bem passa,
e ela foi, igual vento
tendencioso !

Ah! E eu só agora
percebo tudo :
às cegas, sem ela,
cai em completa dança,
daquela
valsa do
toureiro em
desespero !
José Kappel
Enviado por José Kappel em 07/07/2006
Código do texto: T189100
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26789 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:32)
José Kappel