Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CÁLICES E VINHOS

ROGO VOCÊ!
AMO E HOMEM,
QUE O VEJO.
SATISFAÇA ESSA DOR.
DOR DE MEU DESEJO.

RASCUNHO FACILMENTE,
O PREFÁCIO DESSA PAZ.
PACIFIQUE MEU ENSEJO,
COMO UM ÍMPETO SE FAZ.

DEITOU-SE EM MINHAS MÃOS,
O SENTIMENTO QUE PELEJO,
VI DOIS OLHOS FURIOSOS.
ACABEI-ME EM SEUS ANSEIOS.

CÁLICES E VINHOS,
FLANAM EM TODOS DESVARIOS.
ABORDO SEU SORRISO.
SEMPRE ESTOU SOZINHO.

AÍ REVELO OS SONHOS,
PESADELOS E APAGOS!
DO HOMEM, O QUAL DESEJO,
EU PELEJO MACULADO.
APROVEITO UM ENSEJO.
DURMO TRISTE NOS ANSEIOS.
NÃO ESQUEÇO SEU SORRISO.
ETERNAMENTE ESTOU SOZINHO.
RODRIGO PINTO
Enviado por RODRIGO PINTO em 22/05/2005
Código do texto: T18918
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
RODRIGO PINTO
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 98 anos
316 textos (19099 leituras)
2 e-livros (908 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 02:29)
RODRIGO PINTO