Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Centelha


Ao invés de vagos e desatentos
Queria-os desenhando movimentos,
Não essa órbita desencontrada e vazia
Nesses meus olhos sem sinfonia.
Que não fosse papel ao alcance das mãos
Um roteiro preciso e um firme timão.
 
A costa se afasta como um martírio
À revelia das braçadas em delírio.
Mais longe que pode ansiar o desejo solitário
Uma multidão de sonhos temerários;
Tingem de infinito minhas palpebras inquietas.
Articulo em vão, libertas palavras incertas
E no vão de muitas dúvidas escorridas
Corre um lençól de mágoas varridas.
Queria em chamas ver o mar da aflição
Não um rio seco que busca o mar da solidão.
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 07/07/2006
Código do texto: T189395

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (55634 leituras)
25 áudios (3274 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 01:26)
Angélica Teresa Almstadter