Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Hoje, só um soneto

Hoje é o tempo de se ter razão

tempo de descoberta e deslumbramento

de se entreter com o inusitado da emoção

despertar na alma novo movimento



Hoje vou deixar que a vida me surpreenda

que me traga, livremente, novidade

talvez seja hoje que eu aprenda

um novo estado de felicidade


Hoje desejo apenas existir

não mais em tanta coisa me prender

nem buscar razões para entender



Hoje desejo apenas poder sorrir

de modo leve desinibido

pela alegria de tê-lo conhecido.

 

 

Priscila de Loureiro Coelho
Priscila de Loureiro Coelho
Enviado por Priscila de Loureiro Coelho em 22/05/2005
Código do texto: T18965
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Priscila de Loureiro Coelho
Jacareí - São Paulo - Brasil, 65 anos
1286 textos (215169 leituras)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 05:18)
Priscila de Loureiro Coelho