Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Retrato Meio-Meigo

Ontem fui guardião
hoje sou pobre ancião.
Se me pedes para voltar
volto, mas de cinzel na mão.

Vou pintar um retrato meigo
no meio da parede,
e me tornar tonel de branco,
prá lembrar sempre que
a vida passa manca,
e o resto é história que levanta
só saudades,
e só deixa solidão em avanços!
José Kappel
Enviado por José Kappel em 08/07/2006
Código do texto: T189738
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26777 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:39)
José Kappel