Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Rara Rosa

Quem me dera voltasse de novo
À batalha com os braços abertos
E transformasse a arma-de-fogo
Numa rara rosa do deserto

Nossa Senhora
O sangue ferveu
Naquela hora
Era ele ou eu

O primeiro-tenente me garantiu
Que a arma era adorno na mão
E o primeiro disparo do meu fuzil
Garantiu o inimigo no chão

Nossa Senhora
O sangue escorreu
Fosse embora
Quem dera eu
Caco Nemer
Enviado por Caco Nemer em 22/05/2005
Código do texto: T18994
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caco Nemer
São Paulo - São Paulo - Brasil, 48 anos
69 textos (5020 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 06:19)